Os 10 Melhores Frameworks para Automatizar Testes em PHP

Criar software sempre é excitante, principalmente quando nós amamos programar. No entanto, para manter uma boa qualidade do nosso software, também precisamos de uma boa estratégia para manter o nosso sistema estável em relação a segurança e o máximo possível livre de bugs.

Neste artigo, vamos mostrar um pouco quais são as ferramentas que você pode utilizar em seus projetos PHP.

Entendendo os tipos de testes

Não é a toa que temos na Engenharia de Software, conceitos que incluem testes de unidade, testes funcionais, testes de regressão e muitos outros tipos de testes.

Testes de unidade

Testes de unidade, por exemplo, é basicamente testar cada pedaço do código. A principal motivação do teste unitário é ter a certeza de que cada pequena parte do código.

Existem diversas ferramentas que auxiliam nos testes automatizados.

Testes de Integração

O objetivo principal desta fase é encontrar falhas em integração entre sistemas. Por exemplo, quando se faz conexão com sistemas internos ou de componentes – ou código externos a solução atual.

Teste de Aceitação

O teste de aceitação é uma fase de teste é realizado num sistema antes de sua disponibilização em ambiente de produção. Tem por função validar se o sistema atende aos requisitos originais (previamente tratados com o cliente e/ou com seus usuários).

Normalmente, é um teste criado em ambiente próximo ao servidor de produção com condições reais de uso. É feito com um grupo restrito de usuários chave para o negócio.

Ferramentas de automação

PHP Unit

Talvez, seja a principal ferramenta e mais conhecida. O Framework faz parte de uma família de ferramentas XUnit.

Originalmente, o PHP Unit foi criado pelo Sebastian Bergmann. O foco do PHPUnit é exclusivo do desenvolvedor. É fácil de utilizar, tem uma boa documentação e você pode obter última versão no repositório do GitHub.

Existem algumas características importantes do PHP Unit:

  • Mocking
  • Assertions
  • Anotações
  • Data providers
  • Cobertura de código
  • Integração Selenium

Codeception

Codeception foca muito no aspecto comportamental (BDD) e oferece  ferramentas para testar aplicações PHP. Pode ser usado para testes de unidade, e também de aceitação.

Também possui integração com frameworks de mercado, com o Symfony, Zend e o Laravel – Entre outros.

Behat

Behat é outra ferramenta que foca no BDD criado em 2010, desenvolvido por Konstantin kudrvashov.

PHPSpec

PHPSpec é também um excelente framework.

SimpleTest

SimpleTest foi criado por Marcus Baker em 2003. Além dos testes unitários, você também pode criar testes de regressão automáticos.

Conclusão

Um bom software atende aos requisitos do usuário e também, sem falhas grosseiras. A técnica de testes automatizados é um grande marco na engenharia de software.

Para serem bem sucedidos, testes automatizados precisam ter um certo rigor e nos auxiliam a encontrar erros antes de ir para o ambiente de produção. Também há muito espaço para refatoração de código, e sem dúvida, os testes automatizados contribuíram muito para a qualidade de software.

Dica Extra

Se você quer aprender mais sobre PHP, aprender a criar sistemas complexos usando camadas de serviço, padrões de projeto (design patterns), orientação a objetos e aprender conceitos avançados de arquitetura de software, eu indico um curso que pode te ajudar a ir do zero ao profissional.

O Curso PHP do Zero ao Profissional é um curso completo de PHP, todo em vídeo aula e com o suporte do desenvolvedor sênior Bonieky Lacerda.

No botão abaixo, você pode experimentar gratuitamente 46 aulas de PHP. Basta clicar abaixo e receber todas as aulas gratuitamente.

Deixe um comentário